ENAD Escola Nacional de Administração

Investir na competência,
sustentar o desenvolvimento

Contabilidade Geral III

Público alvo - Todos os interessados 

Carga horária – 40 horas 

Objetivos.

Dotar os formandos de competências necessárias para avaliar aspectos contabilísticos fundamentais a ter em atenção nos custos, estimular a reflexão, a observação e autonomia, contribuir para a defesa do ambiente, para o equilíbrio ecológico e para a preservação do Património e aprofundar os conhecimentos da aplicação dos custos a nível administrativo e empresarial. 

Conteúdo Programático

1. Regularização das Contas.  

  • Disponibilidades
  • Terceiros
  • Existências
  • Amortizações
  • Provisões e ajustamentos
  • Acréscimos e diferimentos
  • Implicações fiscais
  • Aplicações informáticas

2. Apuramento de Resultados, Encerramento e Reabertura das Contas. 

  • Apuramento dos resultados do exercício
  • Encerramento e reabertura das contas
  • Elaboração de mapas de prestação de contas
  • Aplicação dos resultados
  • Implicações fiscais
  • Aplicações informáticas

3. Âmbito da Contabilidade. 

  • Contabilidade de custos. Características e distinções.
  • Criação de valor acrescentado.
  • Custos do período e custos dos produtos, nas empresas. Distinção e caracterização.

4. Formação de Custos nas Empresas

  • Multiplicidade de custos nas empresas. Classificações de custos com maior relevância contabilística.
  • Os custos por natureza na contabilidade financeira e os custos por destinos, por funções ou por produtos na contabilidade analítica.
  • Custos funcionais. Reclassificações dos custos por natureza: custos de provisionamento, custos de transformação, de conversão ou de laboração, custos de distribuição ou de comercialização, custos de administração, custos de financiamento, custos de investigação e de inovação, etc.
  • Elaboração de mapas de resultados, por natureza e por funções.
  • Custos de produtos: custo primário, custo industrial, custo comercial ou complexivo e custo 
  • económico-técnico. Lucro bruto, lucro líquido e lucro puro. Representação gráfica.
  • Custos directos e custos indirectos (custos comuns ou gastos gerais), Problemática da afectação, 
  • a repartição e da imputação de custos nas empresas.
  • Custos e nível de actividade nas empresas industriais:
  • Custos fixos ou de estrutura e custos variáveis ou operacionais.
  • Custos totais e parciais, custos globais e unitários.
  • Custos, proveitos e resultado, em função dos volumes de produção e de vendas das empresas 
  • industriais. 

5. Componentes do Custo Industrial do Produto.

  • Custos das matérias primas consumidas. Critérios valorimétricos.
  • Custo da mão de obra directa. Processamento de salários.
  • Encargos ou gastos gerais de fabrico. Problemas de repartição e de imputação.
  • Aplicações simples.

6. Regimes e Processos Tecnológicos. 

  • Caracterização de regimes de fabrico com relevância contabilística.
  • Métodos directo e indirecto de determinação do custo industrial deprodução. A produção 
  • efectiva (ou valor acrescentado) e a produção terminada ou acabada.
  • Custos por encomenda ou por ordens específicas. Folhas de custeio.
  • Custos por processos. Homogeneização da produção e método das unidades equivalentes e 
  • acabadas. Relatórios de Fábrico ( continuação) produção.
  • Custos da produção conjunta e da produção disjunta. Custos dos produtos principais e subprodutos. Aplicações.

7. Métodos e Critérios de Repartição e de Imputação de Custos. 

  • Métodos de repartição dos gastos gerais.
  • Métodos do coeficiente global e dos coeficientes diferenciados.  
  • Repartições primárias e secundárias dos custos.
  • Transferência de custos entre secções: prestações simples e prestações recíprocas.
  • Exercícios práticos de aplicação

8. Sistemas de Custos Reais e de Custos Predeterminados. 

  • Sistemas de custos reais:
  • Sistemas de custos reais totais (“Absorption costing”)
  • Sistemas de custos reais parciais.
  • Sistemas de custos variáveis (“Direct costing”)
  • Elaboração de mapas de resultados analíticos, de acordo com os sistemas de custos reais totais e 
  • parciais.
  • Sistemas de custos predeterminados:
  • Caracterização das espécies mais vulgares de custos teóricos.  
  • Importância dos custos teóricos na gestão empresarial.
  • Cálculo e análise de desvios nas empresas industriais: desvios em custos de matérias primas, em 
  • custos de mão de obra directa e gastos gerais de secção. Desvios de preços e desvios de quantidades.
  • Contabilização dos desvios.